A ignorância é uma benção?

Eu sempre me faço essa pergunta. Eu tenho um amigo que me chama de bruxa. É muito comum eu sentir as coisas antes que elas aconteçam. Apesar de desatenta eu percebo isso. Pressentir as coisas é algo que me acompanha desde os meus 16 anos — ao menos foi nessa ocasião que eu saquei esse dom (?). Uma vez eu escapei de levar uma bolada na cara porque tive um dejà vu e sabia que uma bola viria na minha direção logo em seguida. Tudo se deu em segundos e só houve tempo para eu me abaixar. Esse é um exemplo simplesinho. Houve muitos outros e ainda há outros de futuros mais distantes que podem vir a se confirmar ou não. Vamos ver…

Quinta-feira retrasada eu tive uma sensação de tristeza, pesar, que perdurou de certa forma até sábado — talvez até hoje. Não sabia ao certo o motivo. Disse pra todos que me viram — eu não sei disfarçar o que sinto mesmo e quem me viu acabou perguntando o que eu tinha — que era TPM. [Aliás TPM é sempre justificativa pra qualquer coisa que não se consegue explicar direito.] Bem, foi na quinta que Márcia teve o AVC e entrou em coma. Sábado eu soube do problema.

Desde sexta que eu não paro de pensar no meu primo Luís Alberto. Ele anda doente há algum tempo. Apesar disso, achei que tinha lembrado insistentemente dele em decorrência da perda da Márcia, que me fez pensar em todos que amo. Ontem, soube por meu pai que Luís está mal. Liguei pra ele e acho que eu não estava bem o suficiente para lhe dar ânimo. Estou muito triste com isso, com seu sofrimento e com o fato de eu querer abraçá-lo e carregá-lo no colo como faço com meus gatinhos e não poder, pois ele vive em Portugal. Ele é como um irmão. Estamos distantes só geograficamente, mas é uma das pessoas mais queridas pra mim. Fui madrinha do seu casamento e me sinto orgulhosa por ter sido uma figura importante para ele naquele momento, afinal é um casamento nota dez.

Às vezes acho que posso fazer diferença ao seu lado. Esse é o problema de ser leão com ascendente em sagitário: acho que posso salvar o mundo. E meu mundo se constitui pelas pessoas que amo, pelo que gosto de fazer, pela minha casa, pelos meus gatos… Você pode dizer que isso é uma certa onipotência. Pode até ser, mas juro que é com a melhor das intenções.

Minha gata, Shiva, me conhece bem. Ontem me viu meio mal e enquanto eu desabafava com um ou outro amigo no telefone ela ficava ao meu lado, quietinha, parecia que tomava conta de mim. Nesses momentos ela não mia loucamente como costuma fazer. Fica ali, só presente, me passando seu calorzinho. Ela sabe que faz diferença.

Leoas também são felinas, como minha Shiva, e protegem sua cria, seu território. Defendem os seus com dedicação e com seu calor criam o ambiente adequado para que seus filhotes enfrentem a vida quando forem adultos. Não preciso dezer mais nada.

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

2 Responses to A ignorância é uma benção?

  1. kelle diz:

    Engraçado q eu sou exatamente assim como vc. Sinto as coisas antes de acontecer e se estou digitando agora é pq fiquei impressionada com o q pensei hj e com várias coisas q já pressentir. Eu fico sabendo de alguma coisa antes q venham me falar. Hj um amigo veio me falar q estava procurando um apartamento para morar, olhei pra ele e disse: – Eu já sabia, alguém veio me avisar hj pela manhã. Só q eu pensei nisso como se fosse conversando com alguém, como se alguém já tivesse me dito. Bom eu qria entender como pode acontecer isso.
    Soube antes de todo mundo q o meu amigo havia se acidentado sem ninguém me falar. Simplesmente senti.

  2. Monica Carvalho diz:

    O mais interessante, Kelle, é você chegar neste post hoje, pois amanhã farão dois anos exatos em que tive estas sensações aqui narradas. Por algum motivo, tive que ser lembrada a esse respeito. Em parte, entendo como acontece: a premonição, ou a capacidade de ver o futuro antes que ele aconteça, é tão física quanto perceber o desafino de uma cantora ou sentir o sabor de um fruta que já está passada. O bom é que nem tudo são apenas desgraças. Afinal, você chegou até este post, não é verdade? Portanto, quem procura acha mesmo.
    Obrigada pelo comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: