Personagens-fantasmas

Alguns personagens adquirem vida própria, independentemente da qualidade dos textos que os acolhe. Tenho — acho que nem posso me dar ao direito de pensá-los como meus — dois personagens muito queridos: Bráulio e Rube. Ele é um senhor cego e solitário, que se sente órfão. Ela, bem, é ele, um travesti muito sensível e simpático que tem até trilha sonora, uma música cantada por Ray Charles. De vez em quando eles me vêm à mente, me cobrando uma decisão para suas vidas, me cobrando uma narrativa digna. Rube, então, parece gritar… Ela exige sua hora da estrela e sempre me aparece cantando sua canção…

They say, Ruby you’re like a dream
Not always what you seem
And though my heart may break when I awake
Let it be so, I only know
Ruby, it’s you
They say, Ruby you’re like a song
You just don’t know right from wrong
And in your eyes I see heartaches for me
Right from the start, who stole my heart?
Ruby, it’s you

I hear your voice and I must come to you (must come to you)
I have no choice, so what else can I do ? (what else can I do?)

They say, Ruby you’re like a flame
Into my life you came
And though I should beware, still I just don’t care
You thrill me so, I only know
Ruby, it’s you

(I hear your voice and I must come to you)
(I have no choice, what else can I do ?-what can I do?)

They say, Ruby you’re like a flame
Into my life you came
And though I should beware, still I don’t care
You thrill me so, I only know
Ruby, it’s you

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: