Subject: Mónica: assunto sério EH! EH!

Depois de 11 anos e tal de namoro, chegou a minha vez e a da Paula para juntar os trapos. Prevista uma data para se dar o nó, Outubro, em finais do mês, 24 ou 31, num Sábado, que espero ser de felicidade para nós os dois e para os nossos convidados, familiares e amigos, surge-me agora um pequeno problema. Problema esse que tu me poderás ajudar a resolver.

– Lua de Mel, no Rio de Janeiro, Hummm! Nós vamos, mesmo, é sair p’ra fora cá dentro;
– Local para a cerimônia religiosa, também, mas Hummm! Resolve-se;
– Casa para morar (novidade esta). Já temos apartamento em acabamento, que estará pronto, penso eu, à data;
– Dinheiro para comprá-la, vamos fazer empréstimo jovem ou não, resolve-se;
– Crianças para levar as alianças, Hummm! Não também;
– Local da boda, em local que se pretende agradável e descontraído, também não;

Sei lá que mais acho que tudo terá solução, é certo que não temos grande experiência no assunto, mas parece-me tudo de resolução mais ou menos fácil.

Ora, então, perguntas tu o que este traste quer… EH! EH! Porra, faltam as testemunhas, não? Pois o grande problema está em arranjar as pessoas certas… Por assim dizer, que testemunhas eu irei convidar para meu Padrinho e para a minha Madrinha de casamento religioso e civil?

Ora muito bem, de padrinho já estou eu bem servido, e tu conheces, com aquele meu amigo que uma vez saiu conosco à noite, de nome Arthur, que tu até comentastes que ele se ia dar muito bem no Brasil, se para o Brasil ele um dia fosse, pela forma descontraída como ele se relacionava, lembras-te? Pois, mas metade do meu problema mantem-se e a Madrinha, pois, e a madrinha, quem irá ser a Madrinha?

Depois de muito, muito, muito pouco pensar, um nome me surgiu: a Mónica, aquela gaja seria a madrinha perfeita.

Pronto, aí está, o que eu poderia em poucas palavras te pedir:
“queres tu ser madrinha do meu casamento?”

Email enviado por Luís Alberto em 17/08/1998, dia do meu aniversário. Detalhe: como um bom aquariano, ele não se deu conta da data…

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: