Indiferença e política

Para alguém que quer nossa atenção, a pior reação possível é não termos reação e, pior ainda, a indiferença.

Políticos costumam exigir sempre alguma reação da mídia. Na política o ditado “falem mal, mas falem de mim” é sinal de que a procissão segue para algum lugar, mesmo que entre os fiéis não haja fé suficiente para fazer um milagre. Mas não importa muito o milagre: basta que se faça a cobertura jornalística da procissão.

Pois bem, Garotinho conseguiu do jornal O Globo uma certa dose de indiferença, rara de ver neste veículo. As maiores abobrinhas políticas costumam ser muito bem recebidas pelo jornal, por mais ridículas que sejam à primeira vista. O fato é que fui hoje algumas vezes ao Globo on-line, em horários diferentes. O mais interessante é que não havia nenhuma notícia na primeira página do eletrônico a respeito do Menininho. No GloboOn só é possível acompanhar quantos gramas Garotinho perdeu nas últimas duas horas, por exemplo, a partir de dois ou três cliques.

O fenômeno parece não acontecer apenas no O Globo, se dá em outras mídias: televisão, jornais etc. Em relação a este fato só se pode afirmar uma coisa: foi decretada a morte política deste senhor.

Além disso, francamente, Garotinho emagreceu muito pouco! Ele deve ser descendente direto daqueles nossos ancestrais que passavam por rigorosos períodos de penúria devido à escassez de caça. Seu corpo economiza como nunca vi. Lembro de uma vez que eu, devido a uma diarréia, e mesmo tentando comer, perdi 2 Kg em apenas dois dias. Nosso dublê de candidato à presidência, contudo, está há cerca de três dias “definhando”, segundo nossa (?) governadora, e apenas 1Kg e 300 gramas migraram de seu corpo para outra dimensão deste universo complexo, incerto e incompreensível em que vivemos.

Garotinho é um caso clínico a ser estudado. Se Dráuzio Varella não der logo uma entrevista falando a respeito, em breve, só será possível compreender seu caso a partir de um laudo do IML.

Uma vez li em uma matéria da FSP uma senhora obesa afirmar que todo gordo é mentiroso: diz que não come, que não sabe porque é gordo etc. Não sei se é verdade, mas começo a crer que, no caso em questão, esta parece ser uma explicação bem plausível.

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: