Drinks e outras audições

Ao assistir “Woody Stock” duas coisas me chamaram a atenção — isso pra não fazer uma lista aqui –, lá vai: a voz de Rita Lee fazendo a Rê Bordosa e a trilha sonora simplesmente, como eu diria, pitoresca. Não é uma forma de eu dizer mais ou menos, não, mas se eu disser que é simplesmente muito boa não vou conseguir expressar o que há de diferente e criativo nas escolhas musicais para o filme.

Parte do que aqui defino como pitoresco se deve às composições de Júpiter Maçã. Para melhor explicar o que é a música deste sujeito, imaginem um drink que tenha bebidas fortes e quentes, frutas doces e exóticas e refrigerante Jesus. A coisa é quase uma poção mágica de irreverência pop ou uma salada russa feita em Manaus ou a palavra espermatozóide dita como um mantra [um dia explico de onde vem essa metáfora].

As primeiras influências percebidas vêm da semelhança de sua música com a dos Mutantes. Sua voz, inclusive, é bem parecida com a de Arnaldo Batista. Ambos, aliás, têm uma certa coisa com os Beatles: Batista lançou um álbum chamado Let it bed e o Maçã do nome do Júpiter, foi escolhido em homenagem à gravadora Apple do quarteto.

Sabe-se lá que genes musicais são esses que assolam nossas trilhas. A questão é que a gravidade acabou puxando essa fruta para o centro das minhas atenções e eu acabei indo buscar as duas pérolas abaixo, as quais apresento com muito gosto… de fruta e vodka na boca. Ambas são do CD A Sétima Efervescência Intergalática.

Um brinde ao pop gaúcho! [soluços hilários]

Canção para dormir e Querida Superhist X Mr Frog
(a primeira estava no filme!!!!)

Se quiserem ouvir mais, sigam as pegadas…

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

One Response to Drinks e outras audições

  1. Anonymous diz:

    “Sptz” ,como um mantra??? Quero saber mesmo de onde vem isto!! rsrs

    bj

    muqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: