Cinema francês

Ontem e hoje assisti alguns filmes da mostra de cinema francês que passou por Coimbra esta semana no TAGV. Os destaques ficaram por conta de L’invité, Ensemble, c’est tout e Michou d’Auber. Depois comento mais a respeito. Por hora, fiquem com os resumos.

L’invité [2006, 1h26]
Realização: Laurent Bouhnik
Argumento: David Pharao
Elenco : Daniel Auteuil, Valérie Lemercier, Thierry Lhermitte, Hippolyte Girardot
Fotografia: Jean-Paul Agostini
Produção: Maurice Illouz e Pierre-Ange Le Pogam (Europa Corp.)

Cinquenta anos, há três no desemprego e com os subsídios a diminuir… Gérard já esgotou todos os recursos, quando surge uma oportunidade de emprego na Indonésia. Para lograr os favores do novo patrão, Gérard convida-o para jantar em sua casa. Erro fatal! Apavorada com a ideia de não estar à altura, a mulher, Colette, implora a Alexandre, um vizinho, que os ajude. Guru da comunicação, Alexandre aceita o desafio e, em vinte e quatro horas, dá um novo visual ao casal. Casa, decoração, estilo de vida, ementa do jantar, roupas, cultura geral… Nada lhe escapa! Reviravoltas, golpes de teatro, gaffes e imprevistos… De tudo acontece até que, com os nervos em franja e uma angústia enorme, o casal abre finalmente a porta ao convidado.

Ensemble, C’est Tout [2007, 1h37]
Realização Claude Berri
Argumento e diálogos Claude Berri (Baseado na obra de Anna Gavalda)
Elenco Audrey Tautou, Guillaume Canet, Laurent Stocker, Françoise Bertin
Fotografia Agnès Godard
Música Frédéric Botton
Produção Pathé Renn Productions

O encontro de quatro destinos cruzados, que vão acabar por se aproximar, conhecer, amar, viver debaixo do mesmo tecto. Camille faz limpezas em escritórios à noite e desenha nas horas vagas. Philibert, um jovem aristocrata apaixonado por História, tímido, emotivo e solitário, vive num grande apartamento que pertence à família. Franck é um cozinheiro viril e meigo que adora a avó, Paulette, uma velha senhora frágil e divertida. Juntos vão aprender a suavizar as dúvidas e as mágoas para avançarem e realizarem os seus sonhos.

Michou d´Auber [2005, 2h04]
Realização Thomas Gilou
Argumento Thomas Gilou, Messaoud Hattou
Diálogos Jean Cosmos, Thomas Gilou, Messaoud Hattou
Elenco Gérard Depardieu, Nathalie Baye, Mathieu Amalric,
Samy Seghir
Fotografia Robert Alazraki
Música Alexandre Desplat
Produção Europa Corp. (Michel Feller), TF1 Films Production (Pierre-Ange Le Pogam)

Estamos em 1960, no contexto conturbado dos “acontecimentos” da Argélia. Messaoud, 9 anos, vive em Aubervilliers. Com a mãe doente, o pai vê-se obrigado a colocá-lo numa família de acolhimento. Gisèle vive na região do Berry com o marido, Georges, um antigo militar. Para acolher Messaoud, Gisèle decide ocultar a sua identidade perante a população da aldeia, mas também perante Georges. Messaoud torna-se então Michel, “Michou”, e é com esta identidade que vai descobrir a França profunda. Mas a mentira de Gisèle acabará por ser descoberta.

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

3 Responses to Cinema francês

  1. B. diz:

    Eu fui a capela. As fotos sairam um pouco escuras. Amigos vão me dar as dele e colocarei. Bjocas

  2. wanderli neres da silva diz:

    nao vi o filme Ensemble c est tout mais gostaria muito minha maninha viu e gostou muito tambem laurent stocker e cunhado dela tem que fazer uma media

  3. Monica Carvalho diz:

    Laurent Stocker faz um personagem maravilhoso, ótima atuação.
    não precisa nem fazer média.
    Transmita-lhe meus parabéns!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: