6 graus

Hoje resolvi ir ao supermercado comprar umas coisinhas que faltavam. Vesti uma blusa de manga comprida de algodão fino. Em seguida, coloquei um casaco de moleton quentinho, daqueles que tem gorro e puxei o zíper até quase em cima. Estava com um jeans surrado, meias e tênis. Só pra garantir que não teria frio, enrolei um cachecol fino em volta do pescoço, até mesmo para dar um charme.

Eram umas dez e quarenta. Saí com as mãos nos bolsos. Estavam geladas. Mas o corpo, embora frio, parecia estar enferrujado também. Escolhi o supermercado mais distante por ser maior e ter o croissant estaladiço que eu tanto gosto e aproveitava para dar uma caminhada matinal, pero não tão cedo para “evitar” o frio.

À medida que eu caminhava percebi que a manhã estava mais fria do que de costume. O céu azul e o sol brilhante nos enganam e esse negócio de dar uma saidinha pra ver rapidamente como está a temperatura também não dão muito certo. O frio daqui é daqueles que vai se sentindo aos poucos, até se instalar no seu corpo. Brrrrrrrrrrr!

Eu andei um bocado e só comecei a esquentar no ponto em que eu normalmente já estaria quentinha, até suando. Pois é justamente nesse ponto que tem um relógio e um termômetro de rua. Para minha surpresa marcava 6 graus!!!!! PQP e eu tô vestida pro inverno do Rio de 16 graus, até mais. Eu errei por mais de 10 graus e só me dei conta mesmo quando vi a temperatura. Se eu tivesse saído às 8 ou 9 da manhã talvez tivesse ficado com as pernas dormentes!

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: