A abobrinha merece!

Aqui o pessoal chama de courgete, mas eu estou mais acostumada com abobrinha mesmo.

Os portugueses parecem não saber muito bem o que fazer com a abobrinha. E quando não sabem para que serve um ingrediente, metem-no na sopa. O problema é que se você colocar abobrinha em sopa, o gosto dela, que já não é muito forte, simplesmente desaparece.

Pois bem, eu sempre adorei abobrinha. Minha mãe sempre fez e desde criança que como feliz da vida. Minha mãe, porém, sempre faz refogada na panela, com cebola, alho e pimenta preta. Ela também costuma recusar a polpa da abobrinha, pois ela amolece muito e pode não ficar lá grande coisa para alguns. Ok, eu sei que existe também o antipasto dos italianos, mas eu creio que a abobrinha merece mais. Por isso, resolvi pensar num prato que elevasse este legume a um posto mais alto do que um simples refogado ou a uma entrada.

Medalhões de pescada com abobrinha

Ingredientes:

4 medalhões de pescada
2 abobrinhas médias
2 tomates de salada
1 cebola pequena
2 ou 3 dentes de alho
1 limão
coentro
sal
pimenta preta
azeite

Preparo: Cortar em rodelas as abobrinhas, os tomates e a cebola. Colocar uns fios de azeite no fundo de uma travessa média. Cobrir o fundo do tabuleiro com abobrinha, devem dar umas duas camadas, mais ou menos. Por cima colocar um pouquinho de sal e pimenta. Espalhar o alho esmagado por cima. Depois, pôr a cebola e, em seguida, o tomate. Por fim, colocar os medalhões, já temperados com limão e pimenta preta. Sobre os medalhões, já na travessa, despejar o sumo do limão que usou pra temperá-los e, em seguida, colocar um pouquinho de sal. Regue tudo com um pouco de azeite. Arremate com o coentro picadinho por cima. Cobrir a travessa com papel laminado, para os medalhões não ressecarem. Deixe no forno por meia hora. Depois descubra o tabuleiro e deixe ficar mais uns dez ou 15 minutos minutos para secar o excesso de água.

Voilà!

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: