Gerações

Aos 19 anos meu pai saiu de Portugal para fazer sua vida no Brasil. Foi de navio, sentiu mal-estar ao passar pela linha do equador, mas chegou cheio de disposição no dia 4 de maio de 1952. Sabia que ia trabalhar muito, mas tinha esperança de que ganharia dinheiro e, quem sabe, voltaria para Portugal “por cima da carne-seca”. Ledo engano… Nunca enriqueceu e só pisou novamente em solo português em 1973, revendo a família pouco mais de 20 anos após sua triste despedida.

Eu nasci no Brasil e só pude conhecer minha família portuguesa aos 23 anos, na minha primeira viagem de avião. Mesmo assim, infelizmente, meus avós já tinham partido. Fico apenas com as memórias alheias acerca da Dona Altina e do Seu Zé Borges, além de um busto em homenagem a este último na aldeia em que meu pai nasceu. Aos 36, porém, no dia 4 de maio de 2007, parto num Boeing para viver em Portugal, refazendo, após 55 anos, o caminho contrário feito pelo meu pai.

Dia 23 de janeiro de 2009, minha filha nasce. Daqui a dois dias, às vésperas de completar apenas dois meses de vida, parte comigo em visita ao Brasil para conhecer os avós. Já tem passaporte e vai com tudo o que tem direito para conhecer a terra da mãe.

Será que ela vai fazer como a mãe, o caminho contrário do pai? Vamos ver… Só sei que a cada geração, as coisas acontecem mais rapidamente…

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: