Pérolas do jornalismo em Portugal

Em Portugal há apenas quatro canais de TV abertos: RTP1, RTP2, SIC e TVI. As duas primeiras são do Estado e as outras privadas. Mas, é verdade, apesar de “abertos” por aqui não existe televisão ou rádio que não sejam pagas. Qualquer cidadão paga uma contribuição áudio-visual que está vinculada ao pagamento da luz. Mesmo que não liguemos a TV ou o rádio, somos obrigados a pagar por estes serviços, embora a qualidade da programação televisionada seja bem duvidosa. A única que salva é a RTP2, cuja programação se propõe a ser o mais educativa possível.

Recentemente, porém, na TVI, tivemos a oportunidade de ver um confronto entre dois representantes óbvios do poder em Portugal: a jornalista/esposa do dono da TVI Manuela Moura Guedes e o bastonário da Ordem dos Advogados de Portugal Marinho Pinto, que, no Brasil, equivale ao presidente da OAB.

Marinho Pinto é uma persongem nacionalmente conhecida como sendo “sem papas na língua”, pois não sente nenhum constrangimento em dizer o que pensa em qualquer circunstância. Seu discurso costuma ser admirável e sempre apresenta fatos bem concretos acerca do que diz. Não é politiqueiro, se querem saber, e está sempre com disposição de dar a cara ao jogar a m* da justiça no ventilador.

A TVI, por sua vez, está longe de ser um exemplo de bom jornalismo e sua programação é a pior dentre todos os canais. A Manuela Moura Guedes, infelizmente, não foge a regra e, obviamente, não faria nada que desagradasse seu maridinho no ar.

Mas, vamos deixar de explicações e assistamos o que eu denominaria um babado forte ou mesmo um belo exemplo de democracia que, infelizmente, nunca consegui ver na televisão brasileira. Um aula de crítica ao jornalismo, afinal já que pagamos…

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: