Idiossincrasias da propaganda política em Portugal II

Mais um capítulo sobre a propaganda política portuguesa…

A protagonista agora é a candidata à Câmara do Porto, Elisa Ferreira, do Partido Socialista (PS), que, sem qualquer constrangimento, também era candidata do PS ao Parlamento Europeu. Contudo, sua equipe de marketing e propaganda parece partir do princípio que ninguém vai perceber que sua capacidade de compactuar com as aspirações dos eleitores é quase nula. Isto se explicita no próprio conceito visual dos cartazes que povoam as ruas da cidade.

Em todos os cartazes Elisa Ferreira encontra-se supostamente no meio dos cidadãos comuns. Ao menos isso é o que se quer passar, pois a imagem é sempre uma montagem fotográfica. Nestas montagens, a candidata do PS nunca olha para ninguém e comporta-se como se tivesse caído de pára-quedas no cenário.

Tirei uma fotografia de um desses outdoors, mas não sei se será possível perceber tão bem quanto ao vivo.

Sem defender nenhum dos candidatos à Câmara do Porto – até porque eu não vou votar na cidade -, seu opositor, Rui Rio, do Partido Social Democrata (PSD), foi mais esperto. Ele é o atual do posto e quer se reeleger. Sente-se à vontade, portanto, em basear parte de sua campanha na evidente displicência política e subestimação dos eleitores da adversária do PS. Diz-nos apenas: “Com os dois pés no Porto”, sem montagens, apenas com sua fotografia, nome e a marca do partido.

DSC02029

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: