Medo ou reserva?

urnaNo Brasil, antes de cada eleição é comum que as pessoas dêem suas opiniões acerca dos candidatos e, não raro, digam suas preferências eleitorais.

Vou votar em Fulano.

Sério? Mas Fulano não vale nada. Ciclano também não é grande coisa, mas pelo menos…

Diálogos assim são muito comuns. Aliás, fazem parte de um repertório político senso-comum.

Aqui em Portugal é o oposto. As eleições chegam e não há debates frente-a-frente ou programas de humor ou entrevistas com candidatos que levem as pessoas a dizerem em quem vão votar. Podem cirticar este ou aquele político, esta ou aquela política, mas, em geral, com raríssimas exceções, dizem para quem irá seu voto. Pior, muitas vezes, elas sequer dão a entender o que lhes faz a cabeça politicamente, chegando ao cúmulo de confundirem para disfarçar. Às vezes levam a crer que apoiam um partido e mais a frente parecem apoiar o partido oposto.

Confesso que este comportamento me transtorna.

Eu mesma jamais tive coragem de perguntar a quem quer que fosse em quem votou ou votará. Sinto que, se o fizer, é como se estivesse a questionar a sexualidade da pessoa, tal o nível de invasão de privacidade que uma pergunta como esta é capaz de sugerir. Veja bem, esta pergunta eu só a faço mesmo ao meu companheiro.

Richard Zimler, escritor americano que vive em Portugal há 20 anos, afirma que teve muita dificuldade em se adaptar no país. Para ele “o português […] fala facilmente da arte, da política e do desporto, mas sobre o que ele pensa, o que está a sofrer, alegrias, paixões, não, disso não diz absolutamente nada“.

Há quem diga que este comportamento tem a ver com o longo período de medo imposto pelo denuncismo em Portugal. Uma época em que não convinha mesmo dizer “para quem você torcia”, pois era bem arriscado. Se é este o problema, bem, não sei, mas é bem possível. Afinal, 41 anos de regime autoritário certamente deixaram marcas políticas e culturais profundas.

O fato é que os portugueses estão longe de serem espontâneos como os brasileiros e isto é algo que lhes parece anteceder ao próprio achamento de Pindorama. Sua formalidade, porém, é como uma farpa: no início incomoda muito, mas com o tempo, convive-se com isto, mesmo que nunca nos esqueçamos que ela está sempre lá.

Isto ficou muito claro para mim quando voltei ao Brasil em março deste ano e passei quinze dias com meus pais. Ao descer no aeroporto Tom Jobim me deu uma estranha sensação de relaxamento, difícil de descrever para quem não vive no exterior. Era como se eu tivesse passado quase dois anos vestindo roupas com um ou dois números a menos e de repente elas tivessem ficado mais largas.

Pois é, vejamos então como será experimentar votar pela primeira vez em Portugal. Sim, afinal, já fui cadastrada e poderei votar já no próximo domingo. Verei o clima no local de votação. Contudo, não me parece haver sinais de que aconteça alguma descontração política até lá…

Sobre Monica Carvalho
Pelos motores de busca e por um comentário há tempos aqui no meu blog, imagino a quantidade de figuras que acham que o Nina e eu é o blog da modelo que posou nua na revista. Que desilusão ao perceber que a homônima aqui escreve muito sobre cinema, músicas estranhas, política e comunicação social, quando não escreve uns contos ou umas poesias. Aqui, caro leitor, não tem bundinha de fora, nem peitinho à mostra, nem pelos púbicos ou partes depiladas. Mas às vezes, acabo comentando acerca de umas safadezas que acontecem nesse nosso mundo doido de pedra. Algumas delas são mais indecentes que qualquer imagem de revista masculina. Ai, ai, mundo cruel, sobretudo para os internautas necessitados que na busca de uma fotinho pra aliviar as entranhas, têm que tocar o bicho com meus comentários sobre política internacional ou ao som do Tom Zé.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: