5… 4… 3… 2…

Neste exato momento faço contagem regressiva para entrar de férias. Não quero ter que pensar no meu cotidiano, colocar roupas de trabalho ou planejar o que fazer para o artigo que vou submeter àquela revista. Estou cansada sobretudo da minha rotina. Obviamente que não estou cansada da parte da minha rotina que inclui Isabel, pois cada dia com uma bebê de um ano e meio é sempre uma novidade.

Agora, por exemplo, minha filha está com a mania de pegar meus sapatos — os de salto alto, é claro — e sair andando pela casa com eles. Já lhe disse que se ela, com esta idade, já consegue andar com tanta desenvoltura com sapatos que são quatro ou cinco vezes maiores que os seus pés, imagine quando ela chegar aos quinze? Algo me diz que essa menina vai me dar trabalho.

Desejo ótimas férias ou continuação de bom trabalho para os que, respectivamente, vão ou ficam!

36 semanas

Há tempos que as pessoas viam o meu barrigão e me diziam: “Olha que aí vem o menino Jesus!”. O Natal já passou, o ano de 2009 se aproxima velozmente, mas Isabel é paciente e determinada: não quer nascer antes nem depois da hora que se programou para nascer.

Minha filhota resiste bravamente aqui dentro apesar de já estar bem apertado. Como diz uma amiga que acabou de ter seu bebê, ela passou de um 3 quartos e agora se encontra num kitnet.

Tenho comido cada vez menos, em particular à noite, por causa de azia ou algo que deve ser azia, pois nunca tive isso. Noutro dia, ao calçar as meias, sentia algo mais duro junto do meu estômago que incomodava quando eu tentava me dobrar. Isto é que é sensação de um soco ou aperto no estômago! Minhas mãos também tem estado frequentemente dormentes e doem muito de madrugada, dependendo da posição em que durmo. Minhas vértebras estão apertadas e o peso da barriga não ajuda nada, daí as mãos estarem desse jeito. Não posso dormir de barriga para cima, pois respiro mal. Mas, de lado também não funciona por causa das mãos. Alguns dedos, neste exato momento, eu nem consigo usar nos teclados do computador. Para dizer sinceramente, posto estas minhas contrariedades com o dedo anelar da mão esquerda e o indicador da direita pois as pontas dos outros dedos estão bem dormentes. Aliás, o indicador da mão direita neste exato instante também está dormente e passei também a usar o anelar desta mão.

Para completar tudo isto, tenho milhentas coisas a fazer até o nascimento dela, coisas de casa, do trabalho e agora, putz, meus 3 gatos pegaram um fungo e precisam ser medicados até os próximos 9 dias!

E eu que achava que já tinha muito para fazer… Humpf!

Mozart

mozart.jpg

Ai que sono…

Feline

feline.jpg

Todo gatoso!!!!

Shiva

shivinha.jpg

Ela não é super charmosa?

Consequências do frio

Os gatos não são bobos!

Feline, Mozart e Shiva ao pé da lareira

De volta ao patchwork

Depois de vários meses voltei ao patch. No entanto descobri que deixei minha régua de patchwork no Brasil. Ontem procurei por todo o lado em Coimbra e não encontrei nada que se assemelhasse. Ao menos consegui comprar o apoio para cortar os tecidos, que aqui é bem mais barato.

Fiz uma capa para o cadeirão que fica no escritório em log cabin, um dos padrões mais tradicionais do patchwork. A capa não está 100%, mas o patch ficou direitinho. Abaixo o que Mozart nos permite ver.

Log Cabin